13.11.12

PUNX NOT PROFITS 5 - 18/11 em Goiânia





Mais um grito de união e cumplicidade anti-capital; mais uma amostra de que as coisas funcionam muito bem a base da solidariedade, mutualismo e cooperação.O mundo real vai seguindo o mesmo fluxo do trabalhar-pra-morrer, mas continuamos insistindo na contramão do senso comum, totalmente alhei@s ao padrão social doutrinado a enxergar cifrões em tudo, inclusive na música. Não é isso, não pra nós. Barulho desafinado, sujo, rápido, urgente, como as nossas vidas, por um lado entregue a uma necessidade que nos demanda 40 horas a menos por semana, mas por outro alimentadas pelo ódio, pelo desejo de m udança convertido em zunidos num cubículo escuro. Desfaça sua intolerância mesquinha, dialogue ao invés de denegrir o desconhecido e se dê a oportunidade de construir um mundo melhor à sua volta. Pra essa quinta edição do Punks Não Lucros, bandas que nunca tocaram em alguma das outras quatro passadas, todas próximas e queridas ao seus modos, e um local novo, acessível e disposto desde que cultivemos a permanência. Lifelifters, Caim, Gerações Perdidas, Coerência e Livre?, Estúdio Ilha, 18/11. Traga seu desejo de mudança e comece a semana lavando a alma, sem deus, sem patrão/oa e sem policial de cu ou de qualquer espécie.

LIVRE?

Gente ativa na renovada cena goianiense e pouco mais de 20 minutos pra deixar seus tímpanos em choque. Grind/crust aos velhos moldes, desafinação de propósito e barulheira aplicada pra chacoalhar seu começo de domingo.


COERÊNCIA

Riscando o estigma de chatice que circunda o hardcore melódico no mundo, o Coerência chega com a velha fórmula debaixo do braço. Prestes a lançar o sucessor da repercutida demo "Viver e Navegar", Katira e seus comparsas mesclam a urgência do "Sobre Determinação e Desespero" à "Faces do Terceiro Mundo", sem gritaria e sem metaleirice chata e demasiada, do jeito que tem que ser.


CAIM (DF/GO)

Jogue no liquidificador toda a patota relevante pós-Tragedy, só que com a malovolência carismática de quem respira o cotidiano tenso do entorno de Goiás, e mais um apaixonado que saiu de casa pra viver o amor. Intensidade, agonia, dedilhados pra te lembrar das grandes da Inglaterra, e a trilha sonora perfeita pra dançar a decadência no escuro


GERAÇÕES PERDIDAS

A nova sensação do hardcore local usou o catálogo da Red Star como bibliografia da graduação e o Grito Suburbano como tese de mestrado. Junte isso aos discursos afiados do professor de História Matheus e a falta de educação das baquetas do Fred, pra se dar conta que em Goiânia o punk também é pra valer. Lançamento da demo, que já tava virando mito, mas saiu!


LIFELIFTERS (SP)

O Catharsis brasileiro chega a Goiânia aplicando aquela fusão esquizofrênica do metal com o hardcore politizado que caracterizou a Crimethinc na segunda metade dos anos 90. Três vocais e 30 dedos na cara d@ homofóbic@/machista/sexista/burocrata que existe dentro de você. Pogo selvagem, socos de agonia na parede e hora de exorcizar suas pragas do mundo.


RESUMO

PUNX, NOT PROFITS 5

Data: Domingo, 18/11/12

Local: Estúdio Ilha (Rua 123, Nº 121, Setor Sul. Atrás do Colégio Maria Auxiliadora).

Horário: A partir das 16 horas

Investimento: $7

Bandas

LIFELIFTERS (SP)
CAIM (DF)
GERAÇÕES PERDIDAS 
COERÊNCIA
LIVRE?


Texto: Júlio

1 comentários: